sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Sejas flor!

Há quem passe a vida fugindo não apenas do que lhe habita,mas também de tudo aquilo que chega e quer fixar morada.A dificuldade de ser amado e receber afeto é algo que limita o existir.Podemos ,e temos o total direito de não amar ou demonstrar afeto,embora haja ai um traço de personalidade a ser observado.
Ser uma flor e florescer ,nada mais é dar-se direito a si e ao outro de viver a plenitude.Ficar fugindo o tempo todo desgasta o existir,já que somos compostos por energia,e é essa energia que nos conecta aos nossos iguais.
Embora eu por muitas vezes tenha vivenciado coisas não muito agradáveis,nunca deixei de me permitir sentir todas  as sensações da minha condição de humana.Porque escolhi viver,sejam as coisas ruins ou as boas,e não ter como companhia na velhice de fantasmas que foram alimentados pelo meu azedume cotidiano.
Ser intensa,passional,chutar o balde e cuspir marimbondos,têm sido para mim o balsamo da sanidade.Não irei construir uma velhice solitária e amarga,porque sou vibrante e amo viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário